A nova concorrente da Uber e Cabify é Portuguesa: Chofer

A nova concorrente da Uber e Cabify é Portuguesa: Chofer

A nova concorrente da Uber e Cabify é Portuguesa: Chofer

Código Promocional Exclusivo:

CHOFER2018

Registe-se no site oficial ou na app: Clique aqui

chofer codigo promocional

Não querem dar a cara, mas os fundadores da Chofer arrancam esta terça-feira com aquela que é a primeira empresa portuguesa a fazer concorrência à Uber e à Cabify. A Chofer é uma aplicação desenvolvida em Portugal que se estreia a 1 de agosto em Lisboa, no Porto e no Algarve. Está disponível para o sistemas operativos Android e iOS e o objetivo é chegar “para breve” a Espanha, Brasil, Reino Unido e Rússia.

Isenta de tarifa dinâmica, tal como a Cabify, o preço das viagens efetuadas através da Chofer não se altera com o aumento da procura. O preço da viagem é definido quando o utilizador coloca o destino na aplicação e mantém-se inalterado independentemente do tempo que demore efetivamente. A empresa cobra um euro de tarifa base na opção Económico, mais 10 cêntimos por minuto (estimado) e 65 cêntimos por quilómetro percorrido. No mínimo, todas as viagens custam 2,50 euros.

Na opção Executivo, a tarifa base sobe para dois euros, o custo por minuto sobe para 40 cêntimos e o custo por quilómetro sobe para um euro. A tarifa mínima ou de cancelamento é de seis euros e o pagamento, em ambas as opções, é feito através do cartão registado na aplicação. As empresas também têm a possibilidade de aderir à opção Chofer Business.

Na app da startup portuguesa, também é possível agendar viagens com uma antecedência de 24 horas. Logo no momento em que é feita a reserva, o utilizador fica a saber quem é o motorista e o carro que o vai buscar. Mais: na Chofer, é possível marcar motoristas como “favoritos”, fazendo com que o algoritmo da app os privilegie em função dos outros.

Quanto ao modelo de negócio, fonte oficial da startup explicou ao Observador que as empresas e motoristas parceiras da empresa (tal como a Uber e a Cabify, a Chofer trabalha com empresas licenciadas para o transporte de passageiros com motorista privado, como são as de animação turística ou os rent-a-car) pagam uma taxa de 20% à startuppor cada viagem efetuada.